Pular para o conteúdo

10 dicas para incentivar a leitura na educação infantil

Leitura na Educação Infantil

Aprender a ler é como mergulhar magicamente em um mundo em que de repente, como num passe de mágica, você sabe o que está escrito, como se sempre soubesse e saísse uma venda dos seus olhos. 

Essa é a sensação das crianças quando descobrem a função daquelas letrinhas, todas juntas se organizando sempre de maneiras diferentes e indicando algo que direciona as pessoas. 

Desde cedo a criança está exposta ao mundo das letras em todos os ambientes em que circula e isso faz com que sua imaginação e curiosidade pulsem tentando descobrir tudo que está ali e esse processo de descoberta é por muitas vezes um pouco árduo de trilhar sem os incentivos corretos. 

Pensando nisso e nas dificuldades sobre as diversas possibilidades de apresentar o universo da leitura para as crianças, separamos 10 dicas práticas para incentivar a prática da leitura.

Confira agora 10 dicas valiosas para incentivar a leitura dos pequenos! 

1. Estimule o contato com os livros

As crianças devem experienciar o contato com os livros, se possível ainda bebês. Logicamente que esse contato deve ser feito de acordo com as possibilidades da idade e o interesse que surge a cada nova fase da criança em seu processo de desenvolvimento. 

Dentro do ambiente escolar, o contato inicial com os livros pode ser usado para estimular a coordenação motora das crianças, possibilitando a interação com diferentes texturas de materiais, que são bastante comuns nos livros pensados para essa fase, despertando a imaginação a partir do ambiente como um todo.

2. Crie um cantinho da leitura

Pensando no ambiente de leitura, este deve estar organizado de modo adequado, contando com móveis de fácil acesso pelas crianças, como estantes adequadas à altura delas, cestos e até tapetes de leitura para que possam ter um contato espontâneo e descomplicado com os livros. 

Nada melhor que um lugar aconchegante para realizar uma boa leitura. Com as crianças essa ideia do aconchego não é diferente, todavia deve ser tratada com um cuidado a mais para inspirar os pequenos leitores no universo mágico das histórias. 

Dentro da sala de aula o cantinho da leitura é uma oportunidade de incentivar e encantar os pequenos leitores com o fantástico mundo das letras já nas primeiras vivências escolares.

Por isso, preparar um ambiente fixo que possa ser desfrutado por todos em harmonia e com a capacidade de realizar leituras coletivas e individuais é de grande ajuda para despertar o interesse das crianças nessa fase.

3. Seja um leitor

Alguns autores famosos dizem ser o exemplo a melhor forma de ensinar, senão a única. Pensando nisso, não é diferente com a criação do hábito de leitura. 

Pais e professores devem demonstrar para as crianças a prática de leitura para que os pequenos leitores sintam que ler é algo agradável. 

Quando a criança observa os pais ou os próprios professores em um momento de leitura a criança entende que aquilo é algo gratificante e com certeza vai desenvolver o gosto pela leitura.

4. Leia para a criança 

Ler para as crianças deve ser uma atividade realizada cotidianamente, tanto em casa, como no ambiente escolar. 

Pensando nisso, o adulto que deve organizar esses momentos, considerando pontos como:

  • O próprio momento para a realização da leitura.
  • A organização do ambiente. 
  • A seleção de materiais que sejam adequados e que possam atrair a atenção das crianças e levar aprendizado e diversão.
  • O incentivo para despertar a imaginação. 

5. Converse sobre o que leu

O diálogo é algo importante na vida de todos nós. As conversas são outro ponto de atenção que as crianças observam nos adultos ao seu redor. 

Quem nunca ouviu uma criança questionar um adulto sobre algo que ouviu e não compreendeu direito? A curiosidade é algo comum para elas.

Essa curiosidade pode e deve ser utilizada como porta de entrada para desenvolver o interesse pela leitura nessa fase da vida, despertando a capacidade de diálogo e interpretação das situações.  

É muito bom que os adultos conversem sobre algo inspirador que possa ser encontrado na leitura despertando assim nas crianças um interesse cada vez maior.

6. Torne a leitura prazerosa 

Faça a leitura para a criança de forma prazerosa, despertando o interesse pela história, dando importância aos fatos lidos. 

O ato da leitura deve ser contextualizado. O mundo da imaginação contido na história e a ligação com o mundo real torna a leitura cada vez mais prazerosa para a criança. 

A prática da leitura com as crianças deve ser dinâmica para que haja fluidez e a expressão natural de suas necessidades e sentimentos, ou simplesmente para se deleitar no mundo da imaginação, tão característico dessa fase.

7. Incentive a criatividade

As crianças nos observam o tempo todo. Olham o comportamento dos pais, dos professores e até de seus pequenos colegas de escola. 

Quem nunca presenciou uma criança brincando de imitar alguém do seu ciclo social, como seus professores, por exemplo? Isso é algo comum e vem com a vivência.

Ler é uma arte e não necessariamente está inteiramente ligada com o domínio da técnica de codificação aprendida na escola, mas sim com o despertar da imaginação e da criatividade.

Pensando assim, quando você oferece ao seu filho um livro de imagens e ele cria uma história a partir do que está vendo ali, a leitura está presente naquele momento. 

Na leitura esse estímulo vem pela curiosidade. A reflexão sobre aquilo que foi lido ou contado para ela em uma conversa pode despertar o interesse pelo final daquela história. 

Deixar um pouquinho da história para outro momento é uma boa técnica de incentivo a criatividade. Outro ponto é criar pequenas pausas na contação da história instigando a imaginação. 

8. Respeite os interesses da criança

Uma dica muito importante nesse processo de incentivar a leitura na educação infantil é respeitar os interesses das crianças. 

Esse respeito deve ser dado desde as fases iniciais, onde a leitura é feita em casa no início da vida dos bebês e principalmente na fase escolar. 

As crianças têm etapas para um melhor aproveitamento de cada material apresentado a elas, o que não é diferente quando estamos falando de livros. 

Então pense nisso, e quando for escolher uma história para a criança pense no aproveitamento que ela terá sobre aquele assunto, sobre o entendimento que ela vai despertar por aquele gênero textual, pelas imagens aparentes na história e pela interação que os livros infantis têm para com os pequenos leitores. 

Assim, devemos apresentar para as crianças materiais de diversos gêneros para que ela desenvolva a capacidade de escolha e aprenda a demonstrar suas preferências desde cedo. 

9. Promova diferentes contatos com os livros

Já sabemos que em casa ou na sala de aula o contato com os livros é de extrema importância para estimular o gosto pela leitura nas crianças, porém esse contato pode ser estendido a outros ambientes, como a visita a bibliotecas na própria escola, onde as crianças podem ter fichas de acesso e um contato com um ambiente que promove uma ideia direcionada aos livros. 

10. Use a tecnologia a favor da leitura

O uso da tecnologia é uma realidade na vida de todas as pessoas e não é diferente com as crianças. O que podemos escolher é como usar tal ferramenta para agregar valores e hábitos saudáveis

O incentivo da leitura com certeza é uma forma saudável de manter o contato tecnológico das crianças utilizando aplicativos e recursos imagéticos e sonoros variados que vão incentivar cada vez mais a prática de leitura. 

Como incentivar a leitura infantil na prática?

Diante dessas dicas, agora você pensa, mas como conseguir de forma prática estimular essa leitura infantil? Preciso de ideias de livros que possam ser utilizados para a leitura, respeitando os interesses das crianças. 

Então veja a seguir algumas possíveis leituras que podem ser feitas para elas, tanto em casa como no ambiente escolar e estimule os pequenos nessa fase tão importante!

Ah! Aposte em livros texturizados ou que criem interação entre a criança e a história contada. Elas adoram!

Confira uma lista com livros que percorrem variados enredos e são adequados para crianças de variadas idades:

  1. Hora de dormir na fazenda – Uma história de ninar com fantoches de dedo (Yoyo Books)
  2. Princesas escalam montanhas? (Rafaela Carvalho)
  3. Ninjas cuidam do jardim? (Rafaela Carvalho)
  4. A ovelha Lana (Vale das letras)
  5. Au-au! Diz o cachorro (Kathryn Smith)
  6. Os três porquinhos – Quebra-cabeças (Blu editora)
  7. Pra mim e pra você – Um livro, dois olhares (Rafaela Carvalho)
  8. Uma canção de urso (Benjamin Chaud)
  9. O passeio (Pablo Lugones)
  10. Quebra-cabeças (Diego Bianki)

A escola é um ambiente de extrema importância para despertar na criança o interesse pela leitura e deve estar inserida em um ambiente que propicie um aprendizado global e voltado para o respeito ao próximo.  

Se você está à procura de um ambiente que promova o incentivo à leitura do seu filho, venha conhecer a St. Nicholas School, a melhor escola infantil particular de São Paulo, com proposta internacional de ensino e ambiente inspirador para receber seu pequeno leitor.

Clique aqui para fazer admissão do seu filho agora mesmo!

Author

  • St. Nicholas School

    St. Nicholas School is a school with an international education with the aim of developing responsible, confident and caring citizens. Teaching students to ask the right questions, to get to the right places for them. You can find St. Nicholas School in Pinheiros and Alphaville.

Marcações:
//
//
Alphaville
//
Pinheiros

Exclusive channel for parents interested in getting to know the school.