Pular para o conteúdo

Criança Hiperativa: 7 sinais para identificar o TDAH em crianças

  • por
  • 9 min read
Share this post on social!

O comportamento agitado das crianças é algo comum, quando observamos uma criança parada por muito tempo logo pensamos que há algo errado com ela.

No caso das crianças com hiperatividade é justamente o contrário, seu comportamento indica grande agitação, dificuldade de concentração e impulsividade nas ações.

O diagnóstico da Hiperatividade só pode ser dado por médico especialista, todavia existem alguns sinais que podem servir de alerta para os pais, para que a hiperatividade seja identificada mais precocemente, podendo ajudar na qualidade de vida das crianças.

O que é TDAH?

O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), é um transtorno de base neurobiológica proveniente de causas genéticas e tem sua aparição já na infância e se estende ao longo da vida. 

Existe um grupo de sintomas que podem ser utilizados para identificar o TDAH nas crianças e consequentemente nos adolescentes e adultos que carregam esses sinais.

Assim, podemos rapidamente elencar como sintomas de TDAH a desatenção, hiperatividade e impulsividade acima da média, em crianças com esse diagnóstico.

Quais as causas para o aparecimento do TDAH?

Quando estamos falando de Hiperatividade é comum as pessoas, principalmente os pais, se perguntarem o porquê das suas crianças estarem apresentando sintomas referentes a esse déficit de atenção e de hiperatividade. 

Essas dúvidas geram angústia na maioria dos pais e responsáveis, por não saberem ao certo a origem e atribuir culpa tão somente a determinados comportamentos e situações que viveram no período gestacional, ou algo semelhante. 

Como falado anteriormente, o TDAH é um transtorno de neurodesenvolvimento, que reflete certa vulnerabilidade genética proveniente de micro alterações genéticas. 

Existem situações que não demonstram a relação de causa e efeito para o aparecimento da Hiperatividade nas crianças, todavia devem ser consideradas na hora do diagnóstico, como o meio familiar e social em que a criança está inserida, assim como se houve durante a gravidez a ingestão de substâncias como nicotina, álcool, entre outras, como informações importantes para o diagnóstico da hiperatividade ou para descartar outras doenças com sintomas semelhantes.

7 sinais da Hiperatividade nas crianças

Observar o comportamento e as ações das crianças pode tornar possível a identificação da hiperatividade. Confira alguns desses sinais: 

1. Cansa das atividades rapidamente

A falta de concentração é uma característica comum das crianças e até de alguns adultos, todavia quando essa falta de concentração é demonstrada pela troca constante de brincadeiras de atividades, pode ser um sinal de hiperatividade. 

As crianças com esse quadro cansam rapidamente das atividades que são direcionadas para elas, como por exemplo o simples fato de ficar sentado por algum tempo, seja para ouvir uma história na escola, ou para participar das refeições. 

Em casa essas características se apresentam de diversas maneiras, como não conseguir participar de um momento de leitura em família ou a assistir um filme ou vídeo por completo, deixar suas tarefas inacabadas é uma das características mais perceptíveis pelos pais e professores e até pelos próprios coleguinhas na escola. 

2. Apresenta indisciplina e falta de organização

As crianças com hiperatividade não costumam ter facilidade para seguir instruções, regras ou esperar a ordem das coisas, de modo que podemos exemplificar em simples situações quando elas não conseguem esperar a sua vez de falar na escola e respondem antes de todos os colegas, ou mesmo antes da pergunta ser finalizada, expressando impaciência e muitas vezes indisciplina em suas atitudes. 

Em casa, isso pode ser facilmente notado quando, apesar do esforço em explicar e orientar a criança, não atende as regras e combinados da família. 

Com relação a falta de organização, geralmente as crianças têm uma propensão a perder os seus objetos e não conseguem manter o cuidado com os brinquedos, jogos, entre outras coisas

3. Tem um comportamento impulsivo

O comportamento impulsivo pode dificultar a socialização tanto da criança como dos pais, tornando as atividades comuns do dia a dia em situações um pouco delicadas, e às vezes cansativas. 

A tendência a gostar de brincadeiras perigosas é uma das características percebidas nas crianças com hiperatividade. Pensar sobre as consequências dessas brincadeiras ou ações é mais difícil para as crianças com TDAH, pois elas gostam muito de aventuras.  

4. Se distrai facilmente

Outra característica visível nas crianças que apresentam hiperatividade é a dificuldade em prestar atenção às informações transmitidas para ela, tendo um nível de concentração extremamente pequeno para a realização de tarefas escolares, ou mesmo para atividades do seu cotidiano. 

Um ambiente diferente ou apenas novos objetos podem chamar bastante atenção levando as crianças a imaginar uma nova aventura à vista, o que vai ocasionar uma distração fácil para a realização de uma atividade corriqueira. 

5. Dificuldade de lidar com as emoções e situações de estresse

As crianças têm uma enorme dificuldade de lidar com as situações desconfortáveis, e as emoções são um pouco mais complexas no quadro de Hiperatividade. 

O diálogo é sempre um aliado para resolver conflitos, no que concerne às crianças com hiperatividade existe uma dificuldade de assimilar algumas condutas sociais e isso pode gerar situações desconfortáveis no convívio com as demais pessoas, sendo um sinal facilmente notado.

6. Tem problemas com o sono

Essa alteração no ciclo do sono pode ser um sinal considerável de hiperatividade e se dar pela falta de descanso do corpo e da mente, onde a criança não consegue se desligar e acaba por ter o sono prejudicado. 

Todos nós passamos por momentos ou por noites de sono mal dormidas, e no outro dia temos alterações no nosso humor e um cansaço físico notável, aplicando isso para as crianças, essas alterações do sono causam igual desconforto. 

Desacelerar a rotina é uma alternativa para ajudar nas alterações do ciclo do sono. 

7. Dificuldades de aprendizado

A dificuldade de aprendizado é uma das características que leva os professores a procurarem os pais para eles avaliarem a necessidade de buscar ajuda especializada para as crianças, considerando as demais características que demonstram a propensão de TDAH. 

Assim, a dificuldade de aprendizado é uma consequência direta da desatenção que a criança apresenta pelo quadro de Hiperatividade. 

Porém, essa dificuldade não é uma regra para todas as crianças com TDAH, haja vista, a depender do nível da Hiperatividade que elas apresentam, podem ter um bom desenvolvimento escolar. 

Todavia, para além da dificuldade de aprendizado, um fator primordial, notado pelos professores, é a dificuldade de socialização com seus pares. 

Por serem agitadas demais e cansarem rapidamente as demais crianças gerando muitas vezes a exclusão das brincadeiras e atividades em grupos no recreio, por exemplo.

TDAH na escola

De uma maneira geral, os sinais do TDAH são percebidos na criança já no seu meio familiar, e isso pode se evidenciar mais ainda quando elas vão para o ambiente escolar, por conta da convivência com outras crianças e pela constante observação dos adultos envolvidos no processo de desenvolvimento da aprendizagem dos pequenos.

Hoje hiperatividade há uma intensidade dos sintomas de desatenção, do comportamento hiperativo e da própria impulsividade, onde a criança faz um grande esforço para conseguir realizar atividades comuns para a maioria das pessoas, como por exemplo permanecer sentada, ficar parada ao escutar uma conversa, entre outras características. 

Geralmente os professores observam o padrão de comportamento das crianças para a idade delas, o que pode levar a identificação geral de sinais do quadro de hiperatividade.

Como identificar a Hiperatividade?

De certa forma, podemos achar que a maioria das crianças ou pessoas de uma maneira geral apresentam essas características, todavia, esse diagnóstico vai ser realizado a partir da junção desses sintomas com aparição dessas características de forma excessiva e que com certeza trazem comprometimento para a vida social e o desenvolvimento cognitivo, refletindo na aprendizagem.

Uma das dificuldades de identificar a hiperatividade, é justamente a falta de exames complementares de precisão que possam ajudar a psiquiatria nessa identificação. 

Normalmente os médicos psiquiatras, utilizam exames neurológicos para descartar outros tipos de doenças que têm sintomas ou características semelhantes aos da hiperatividade.  

Assim uma das grandes questões para identificação do TDAH é justamente buscar o aparecimento dos sintomas descritos acima, através dos critérios diagnósticos, observando a sua intensidade e o comprometimento que eles causam na vida das crianças, ou que causaram, no caso de adultos que são diagnosticados como hiperatividade tardiamente. 

Para uma listagem de possíveis formas de identificação, podemos citar algumas ferramentas utilizadas pelos profissionais da área, como: 

  • Uso de questionários específicos: que tem validação para a identificação de TDAH na infância, como também em adultos, sendo ferramentas que vão funcionar como uma espécie de guia para os profissionais. 
  • Aplicação de questionários de autopreenchimento para os pais: que vão demonstrar a presença dos sintomas referentes à hiperatividade, para análise dos profissionais de acordo com a quantidade de sintomas apresentados. Importante lembrar que esses questionários de autopreenchimento por si só não determinam o diagnóstico do TDAH.

Atividades que ajudam com a Hiperatividade das crianças:

  • Jogos de tabuleiro: Esses jogos podem ser uma boa opção não só para as crianças com o quadro de Hiperatividade, mas ajuda os pequenos com o controle da ansiedade, a concentração e a sensação de cumprir tarefas. 
  • Brincadeiras curtas com percursos: elaborar pequenos percursos com obstáculos para as crianças é uma aventura e tanto, esse tipo de brincadeira pode facilitar a interação e a inclusão das crianças, considerando principalmente aquelas com hiperatividade. 
  • Quadro de tarefas: Elaborar um pequeno quadro de tarefas, onde a criança possa participar ativamente podendo visualizar suas tarefas cumpridas e recebendo o devido reconhecimento pelo esforço dedicação pode ajudar com as questões ligadas aos problemas de disciplina e desorganização. 
  • Atividades físicas: Não é segredo que as atividades físicas são benéficas para todas as pessoas em todas as idades, com relação às crianças com hiperatividade as atividades físicas podem ser grandes auxiliares para a promoção de bem-estar, de um momento para extravasar a sua energia, entre outros benefícios comportamentais, como o cumprimento de regras, o trabalho em equipe e a socialização. podemos notar ainda benefícios emocionais advindos das atividades físicas que vão ajudar no quadro de hiperatividade. 

A escola desempenha um importante papel de integração social e de identificação de dificuldades cognitivas e comportamentais das crianças. 

Pensando nisso, o ambiente escolar deve incluir atividades que colaborem para a formação do indivíduo, combinadas com um ambiente que proporcione o bom desenvolvimento das crianças e com profissionais de alta qualificação. 

A St. Nicholas School é uma escola com proposta de ensino internacional que propicia para seus alunos a segurança e potencializa seu processo de aprendizado, unindo uma boa base curricular com padrões internacionais e uma educação humanizada. 

Conheça a St. Nicholas School e traga seu filho para a melhor escola infantil particular de São Paulo. Clique no link para fazer admissão agora mesmo! https://stnicholas.com.br/admissions/.

Author

//
//
Alphaville
//
Pinheiros

Exclusive channel for parents interested in getting to know the school.